A A A

DIABETES EM FOCO: Critérios de Diagnóstico de Diabetes Mellitus

Critérios de diagnóstico

Várias organizações nacionais e internacionais publicaram diretrizes para o diagnóstico de diabetes mellitus. As mais endossadas, e que citaremos aqui, são as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), de 2006, e as diretrizes da Associação Americana de Diabetes (ADA, siga em inglês), de 2015. As recomendações da OMS são endossadas, também, pela Federação Internacional de Diabetes.

É fundamental que o médico conheça os critérios de diagnóstico para a detecção precoce indivíduos com a doença e, também, para evitar falsos positivos.

Os critérios da OMS e da ADA para diagnóstico do DM são os seguintes:

  • Glicêmia de Jejum*

    Glicose Plasmática de Jejum ou Glicêmia de Jejum (GJ) ≥ 126 mg/dl.

    Jejum definido como não ingestão calórica em um período ≥8h

  • Teste de Tolerância à Glicose Oral (TTGO)*

    Glicose plasmática ≥ 200 mg/dL 2 horas após ingestão de 75g de glicose, durante um TTGO

  • Hemoglobina Glicada ou glicosilada (HbA1c)*

    Hemoglobina Glicada ou glicosilada ≥ 6.5%;

  • Glicêmia medida ao acaso

    Glicêmia medida ao acaso ≥ 200 mg/dl (11.1 mmol/l)

    Na presença de sintomas clássicos de diabetes.

*Para indivíduos assintomáticos, se apenas um dos exames está alterado, o mesmo deve ser repetido, a menos que esteja inequivocamente elevado.

Observação 1: sempre que possível, deve-se utilizar a medida laboratorial da glicose plasmática, a menos que não seja possível. Neste caso podem ser usadas as medidas da glicêmia capilar.

Observação 2: No caso de não ser possível avaliar a glicêmia por limitação de recursos, a presença de glicosúria (glicose na urina), especialmente com sintomas clássicos concomitantes, pode ser usada para o diagnóstico de diabetes.

Triagem de diabetes mellitus tipo 2 em indivíduos assintomáticos

Testes diagnósticos de DM tipo 2 devem ser realizados em indivíduos com sobrepeso ou obesos (IMC ≥ 25 kg/m2) com um ou mais factores de risco de diabetes. São factores de risco para diabetes os seguintes:

Factores de ricos de DM tipo 2
  • Inactividade física;
  • Parentes de primeiro-grau com diabetes;
  • Etnia de alto risco para diabetes
  • Mulheres diagnosticadas com diabetes gestacional;
  • HDL-C < 35 mg/dLe/ou TG > 250 mg/dL;
  • Hipertensão Arterial Sistémica ou em tratamento;
  • HbA1c >5,7%, glicemia de jejum alterada, intolerância a glicose em exames prévios;
  • Condições associadas à resistência de insulina: obesidade grave, acantose negricans, doença cardiovascular

HDL-C: colesterol HDL, TG: triglicerídeos, HbA1c: hemoglobina glicosilada ou glicada.

Os testes de triagem devem ser feitos a partir dos 45 anos, em especial em obesos. Se os resultados forem normais, repetir a cada 3 anos.

Especialidades: Endocrinologia , Medicina Interna Palavras-chave:

Copyright © 2014 - 2018. Portal angomed.comTermo de Uso | Política de Privacidade