A A A

Prevalência da Hipertensão na Nigéria

J of Hypertension

A hipertensão arterial é uma das principais causas de morbidade e mortalidade em África, e da Nigéria, o país mais populoso do continente, contribui significativamente para este fardo.

Os autores conduziram um estudo com objectivo de proporcionar uma melhor estimativa da prevalência e número de casos de hipertensão arterial sistêmica na Nigéria com base no cut-off de pelo menos 140/90 mmHg, no sentido de assegurar um melhor conhecimento, controle e resposta política no país.

O estudo foi uma metanálise com base em 27 publicações no Medline, EMBASE e Global Health de Janeiro de 1980 a Dezembro de 2013, para estudos de base populacional que fornecem estimativas sobre a prevalência de hipertensão na Nigéria. Foi aplicado um modelo epidemiológico de meta-regressão, usando dados demográficos das Nações Unidas da população para os anos de 2010 e estimativas para 2030, para determinar a prevalência e número de casos de hipertensão na Nigéria para os 2 anos.

A partir dos resultados os autores estimam uma prevalência global de hipertensão de 28,9% (25,1, 32,8), sendo 29,5% (24,8, 34,3) entre os homens e 25,0% (20,2, 29,7) entre as mulheres. Estimou-se uma prevalência de 30,6% (24,5, 36,6) e 26,4% (19,4, 33,4) entre os moradores urbanos e rurais, respectivamente. A taxa de combinada de conechecimento da doença foi de 17,4% (11,4, 23,3). A média geral da PAS foi 128,6 (125,5, 130,8) mmHg e da PAD foi de 80,6 (78,5, 82,7) mmHg. Com o modelo estatístico utilizado, os autores estimam em cerca de 20,8 milhões casos de hipertensão na Nigéria entre as pessoas com idade mínima de 20 anos em 2010, com uma prevalência de 28,0% (24,6, 31,9), em ambos os sexos – 30,7% (24,9, 33,7) entre os homens e 25,2 % (22,7, 31,9) entre as mulheres. Em 2030, projetamos um aumento de 39,1 milhões de casos de hipertensão entre as pessoas com idade mínima de 20 anos, com uma prevalência de 30,8% (24,5, 33,7), em ambos os sexos – 32,6% (27,3, 38,2) entre os homens e 29,0% (21.9- 32,2) entre as mulheres.

Os autores concluem que os resultados do estudo sugerem que a prevalência de hipertensão arterial é alta na Nigéria, porém o nível de conhecimento da pressão arterial elevada nos casos de hipertensão é baixo no país.


Artigo Original (Abstract)

Título: A prospective observational cohort study to identify the causes of anaemia and association with outcome in cardiac surgical patients

Autores: Adeloye, Daviesa; Basquill, Catriona; Aderemi, Adewale V.; Thompson, Jacqueline Y.; Obi, Felix A.

doi: 10.1097/HJH.0000000000000413
Especialidades: Cardiologia , Hipertensão Palavras-chave: , ,

Copyright © 2014 - 2021. Portal angomed.comTermo de Uso | Política de Privacidade