A A A

Evolução e significado clínico da contagem de Células-T CD8+ em pacientes HIV – Journal of Infectious Diseases

[quote font=”palatino” font_size=”18″ bcolor=”#8224e3″]A contagem de células T CD8+ estão elevadas durante a infecção pelo HIV e não normalizam mesmo após tratamento anti-retroviral combinado à longo prazo. Contagem  baixa de células T CD8+ está associada com aumento da mortalidade relacionada com a SIDA. Estas foram conclusões de um estudo recente publicado no Journal of Infectious Diseases.[/quote]

O estudo citado avaliou a evolução da contagem de células T antes e após terapia antiretroviral combinada (TARVc) em pacientes com infecção por HIV e a associação com a mortalidade. A coorte de 3882 pacientes HIV-positivo foi realizada em Copenhague, Dinamarca, entre 1995 e 2012.

A contagem de de células T CD8+ estava elevada antes do tratamento e se manteve elevada após 10 anos de TARVc, apesar de se verificar uma discreta queda de 130 células/uL na mediana da contagem logo após o início do tratamento. A contagem de CD8+ se manteve numa média de 900 células/uL. A elevação acentuada de células CD8+ no início da TARVc foi associada à um pequeno aumento na contagem de células CD4+. Indivíduos com contagem de CD8+ < 500 células/uL 1 ano após o início do tratamento tiveram uma taxa de mortalidade aumentada e uma proporção maior de mortes associada à síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA), comparado com indivíduos com contagem de CD8+ ≥500 células/µL. Após 10 anos de TARVc, a contagem de CD8+ maior que 1500 células/µL foi associada com aumento da mortalidade não relacionada com SIDA, comparado com níveis de CD8+ entre 500–1500 células/µL

Leia o Artigo (abstract)

A infecção pelo HIV

HIV ainda é um grave problema de saúde pública mundial, perfazendo mais de 39 milhões de vidas até agora. Em 2013, 1 milhão e meio de pessoas morreram em todo o mundo de causas relacionadas com o vírus da imunodeficiência humana (HIV, sigla em inglês).

O Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) tem como alvo o sistema imunológico e enfraquece os sistemas de vigilância e defesa contra infecções e alguns tipos de câncer. À medida que o vírus destrói e prejudica a função de células do sistema imunológico, os indivíduos infectados tornam-se gradualmente imunodeficientes. A função imunológica é geralmente medida por contagem de células CD4. Como resultado desta imunodeficiência, há um aumento da susceptibilidade a uma ampla gama de infecções e doenças que as pessoas com sistemas imunitários saudáveis conseguem combater com facilidade.

O estágio mais avançado da infecção pelo HIV é a síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA), o que pode levar entre 2 e 15 anos para desenvolver dependendo do indivíduo. SIDA é definido pelo desenvolvimento de certos cancros, infecções, ou outras manifestações clínicas graves.

Fonte: Organização Mundial da Saúde

[su_permalink id=”2735″]link permanente[/su_permalink]

Especialidades: Infectologia , Medicina Interna Palavras-chave: , , , , ,

Copyright © 2014 - 2018. Portal angomed.comTermo de Uso | Política de Privacidade