A A A

Importância da Erradicação do Helicobacter pylori no Tratamento de Esofagite por Refluxo – CMJ

As doenças dispecticas constituem uma das principais causas de ida ao médico. Desde a descoberta do Helicobacter pylori, vários estudos demostraram a importância da erradicação desta bactéria para a cura ds úlcera gástrica. Entretanto, ainda é incerto o papel desta erradicação para a cura da doença do refluxo.

Publicado no China Medical Journal, um estudo randomizado multicêntrico avaliou a importância de se erradicar o Helicobacter pylori  (H. pylori) para a cura da Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE).

Foram incluídos os pacientes com diagnóstico de esofagite de refluxo pela endoscopia; baseado no teste rápido da urease e exame de Warth-Starry,  os pacientes foram randomizados em 2 grupos: H. pylori positivo (176) e H.pylori negativo (180).  O grupo positivo recebeu tratamento para erradicação do H.pylori por 10 dias e depois esomeprazol 20 mg 2xd por 46 dias. O outro grupo recebeu apenas o tratamento com esomeprazol por 8 semanas. Depois do tratamento foi obtidos 3 grupos de pacientes: H.pilory positivo erradicado, H.pylori positivo não erradicado e H.pylori negativo. Antes e depois os sintomas foram classificados e comparados

A taxa de cura da DRGE nos grupos H.pylori positivo erradicado e H.pylori positivo não erradicado foi de 80.4% e 79.8%, respectivamente, sem significado estatístico, com score de refluxo de 0.22 e 0.14. Também não teve significância estatística quando comparado a taxa de cura entre os pacientes  com H.pylori positivo não erradicado e os H.pilory negativo.

Os autores do estudo concluem que a erradicação do H.pylori não apresenta efeito significativo no tratamento da esofagite por refluxo.

Fonte: China Medical Journal. 

Autores: Yan Sue, et al.

Leia o artigo original 

Especialidades: Gastroenterologia , Sem categoria Palavras-chave: , ,

Copyright © 2014 - 2018. Portal angomed.comTermo de Uso | Política de Privacidade